Se Tu és!

Publicado: 23 de fevereiro de 2012 em Devocionais

 “Chegando, então, o tentador, disse-lhe: Se tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães.” Mateus 4.3

Olhando essa passagem bem famosa a primeira ideia que nos vem a mente é que Satanás tentou Jesus na sua necessidade físicas – a fome. Na verdade ele só se aproveita da fome para insinuar algo bem mais profundo. Quando ele fala: “se Tu és filho de Deus…”, ele está colocando a prova a sua identidade de Filho, pois ele sabia que colocando em duvida a sua identidade talvez Cristo não chegasse até a cruz, porque estaria explicitamente negando o Pai. Sem identidade a pessoa não tem o que perder e o pior ainda é que ela anda sem rumo, sem direção. Preste atenção que este episódio aconteceu logo depois que o Pai publicamente havia afirmado: “Este é meu Filho amado em quem me comprazo”. E agora o diabo que pôr em dúvida essa declaração do Pai.

Mas Cristo estava ciente da sua identidade e a sua resposta foi uma prova disso – “Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.” Ou seja, eu sou Filho de Deus enviado por Ele a terra com um propósito e ainda que eu tenha fome, o meu Pai vai me alimentar não só com este pão que perece mas também com a sua palavra que é eterna.

Várias passagens na Bíblia vão comprovar que Cristo estava certo da sua identidade e não deixou ninguém colocar isso em dúvida. Muitas vezes Ele declarou que Ele e o Pai são um e quando interrogado pelos Judeus no capítulo 10 de João, Jesus afirma ser o Messias, o Filho de Deus (Jo 10.22-42).

Hoje nós buscamos a nossa identidade no que fazemos. Buscamos em agendas cheias, no ativismo, na realização pessoal, etc. Quando Deus já declarou que em Cristo somo filhos, co-herdeiros com Cristo.

As filosofias deste século nos empurram para o ativismo e para o consumismo e como resultado valorizamos mais as coisas. O maior valor da vida não está nas coisas materiais. Satanás sabendo disso, ele tenta desviar a nossa atenção do ser para o fazer, do Criador para a criatura e assim acabamos negociando valores como a nossa identidade.

Buscamos autenticidade nas coisas que fazemos, quando na verdade o que fazemos é resultado do que somos. Se somos filhos de Deus, logo agimos como tal fazendo sempre com que o Senhor Jesus seja adorado em toda a terra.

Amado, sem identidade questionamos tudo, a começar pela nossa posição de filhos de Deus, o nosso chamado, o ministério que nos foi confiado por Deus e mais. Qualquer dificuldade ministerial nos derruba e para que estiver no campo missionário isso se torna ainda mais terrível. A pessoa fica mais vulnerável pelo fato de estar longe da família, dos amigos, da igreja e da sua cultura. E quando o missionário fica em dúvida em relação a sua identidade e ministério, as dificuldades do campo podem chegar a tirá-lo da linha de frente da batalha.

De quem você é? Eu sou filho de Deus e creio que nada nem ninguém pode mudar isso. Eu sou chamado e escolhido por Deus para mudar o mundo com a mensagem da cruz e não serão as dificuldades que vão me tirar da linha de frente. Essa batalha já está ganha pois em Cristo eu sou mais do que vencedor.

Anúncios
comentários
  1. Parabéns, pela mensagem. Continue assim, buscando coisas profundas de um Deus profundo e que Deus te abencoe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s