JONAS, UM RETRATO DO MISSIONÁRIO DO SÉCULO XXI

Publicado: 11 de abril de 2012 em Devocionais

Jonas foi o mais estranho de todos os profetas. A sua mensagem produziu efeitos até naqueles que não o ouviram diretamente. Até hoje nenhum pregador foi tão bem sucedido quanto ele, que apesar de pregar um sermão medíocre, viu uma cidade inteira se arrepender fruto da sua mensagem. Mas Jonas ficou indignado com esse resultado e ainda fica injuriado com Deus. Muitos no seu lugar teriam festejado e se alegrado, mas ele não o fez. Talvez você ouvindo a história desse jeito dissesse, mas eu não tenho nada a ver com este homem, eu teria feito completamente diferente. Hoje temos missionários tão bem preparados e desejosos de ver os frutos do seu penoso trabalho (tão desejosos que forjam resultados e histórias). Porém antes de lançarmos pedras gostaria que entendéssemos esta história de outro jeito e vamos dividi-la em quatro pontos. O primeiro é,

1. JONAS É UM MISSIONÁRIO EM FUGA         Jn 1.2-3

 Deus chama e envia Jonas à cidade de Nínive e ele se dispõe a fugir para Társis. Ele foi o primeiro a desobedecer uma ordem de Deus e ele caminha numa direção contrária a vontade de Deus. Ele foge por não gostar de Nínive, aproveito aqui para dizer que como missionários, obreiros e vocacionados de Deus, você e eu não podemos apenas nos dispôr a ir para onde gostamos ou trabalhar com o que gostamos, mas precisamos nos dispôr a ir onde Deus quer e nos envia. Jonas também foge porque conhecia a Deus e sabia que Deus não destruiria os ninivitas se eles viessem a se arrepender (4.2) e finalmente, porque muitos judeus tinham uma teologia errada e Jonas, como os outros não queria abrir mão desse preconceito teológico. Eles acreditavam que os povos da terra para conhecer a Deus tinham que ir até eles, veja os vários Salmos, como por exemplo o Salmos 66.5 e veja também Isaías 2.3.

Agora sim as coisas começam a fazer mais sentido, afinal os nossos obreiros, a igreja dos nossos dias não estão tão diferentes, talvez estejam. O número de missionários enviados pelo Brasil para fora tem decrescido tudo porque a teologia mudou de foco. Saimos da teologia da evangelizção para a teologia da contemplação, da adoração. Não que esta teologia esteja errada, mas o problema é que não devemos abrir mão da outra e ficar parados na igreja contemplando a grandeza de Deus e as suas bençãos, somos chamados para fora, para sair e anunciar. Hoje o homem se tornou o centro das atenções. Estamos preocupados com a realização pessoal e somos motivados pelo consumismo, pelo secularismo, relativismo, pelo imediatismo e outras filosofias a ficar acomodados ou a lutar apenas por nossas próprias causas e esquecemos a causa do evangelho, a causa do Senhor que nos chamou – isso é fugir, assim como Jonas fez.

Precisamos abrir mão dos preconceitos teológicos, culturais e filosóficos se estes nos impedem de ver as coisas com os olhos de Deus. Precisamos amar o perdido a ponto de entender o valor do sacrifício de Cristo e nos tornarmos cooperadores na obra da evangelização. Tem muitos Nínives esperando por mim e por você e enquanto não tomarmos uma postura diferente, enquanto não sairmos do comodismo e do conformismo, muitas pessoas vão perecer e nós perderemos a oportunidade de sermos parceiros do Mestre dos mestres nessa tão nobre causa.

É hora de você se levantar não pra fugir mas para obedecer porque esta é a melhor opção. É hora de sair da zona de conforto e ir para aonde Deus tem te enviado ou fazer o que o Senhor tem te ordenado.

2. JONAS É UM MISSIONÁRIO PRESO NA PRÓPRIA ARMADILHA    Jn 1.3-17

Na rota de fuga, muitas coisas ruins vão acontecer na vida desse missionário, a começar pela sua triste descida – de Jope, até aos fundamentos dos montes (2.6). Depois vem uma grande tempestade permitida por Deus com o objetivo de trazer o missionário de volta ao caminho. Em outras palavras ele se viu encurralado por uma série de acontecimentos que foram resultados da sua escolha (decisão) e ele se tornou um perigo até para que estava perto (os marinheiros) e quem estava longe (os ninivitas). Amados, para quem quiser embarcar para longe da vontade de Deus Satanás tem sempre uma embarcação pronta, porém quem anda na contramão da vontade de Deus está a caminho de uma grande tempestade.

Veja Atos 1.8, os discípulos   tinham que ir até os confins da terra porém eles permaneceram em Jerusalém desobedecendo a ordem e aconteceu Atos 8.1, eles foram perseguidos, e só assim eles se espelharam por toda a terra. Se Deus te chamou meu irmão obedeça, não fuja e nem lute contra a sua vontade, pois você pode acabar preso na sua própria armadilha assim como Jonas. Tenho um amigo que precisou passar por um acidente de carro para entender que Deus o estava chamando.

Muitos de conhecem a história e sabemos que Jonas foi parar no ventre do peixe, e ele entrou em despero e angústia. Hoje o que tem demais, é gente desesperada e frustrada. Pessoas que entram em depressão e frustração resultado de uma má escolha ministerial. Tem muita gente presa, no fundo do poço porque escolheu desobedecer a Deus. Mas não se desespere, se você se encontrar numa situação dessas basta apenas que faça como Jonas que orou em arrependimento e Deus o resgatou, o tirou do fundo do poço (Jn 2.1-10). Deus não desiste de nós ainda que sejamos desobedientes e infiéis. Quando o buscarmos com sinceridade de coração ele nos atende e nos traz de volta ao caminho. Continua…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s